Fotografias Criativas

Sabe aquele momento em que você morre de inveja ao ver uma foto perfeita como a foto ao lado? Então. A Cristina Otero tem 16 anos e fez esse trabalho com auto retratos chamado Tutti Fruti onde ela tirou fotos com frutas e tal e coisa. Eu fiquei sabendo da existência dessa artista (não tem outro nome pra ela, velho) pelo blog da Ana Flávia. Se você procurar no We Heart It por "Cristina Otero" você acha as outras fotos desse trabalho entre outros trabalhos dela. 
Eu, particularmente, achei mais do que apenas criativa a ideia da Cristina em questão as cores usadas e as frutas. Isso sem falar nas expressões faciais marcantes e olhares perfeitos. 
Pra eu fazer uma coisa nesse nível só falta a câmera, a beleza, o talento, a criatividade, e etc... A garota é ou não é foda, minha gente? Pois é. Quero ser que nem ela quando crescer...
Em suma, quem gostou pode achar mais sobre ela e as fotos no post da própria Ana Flávia, aqui. E quem quiser tentar fazer o que ela fez, boa sorte e me contem se deu certo!
#2bj

Livraria Saraiva

Livraria Saraiva = meu santuário. Não há lugar no mundo que eu ame mais que a saraiva depois do meu quarto. Não consigo me sentir confortável em nenhuma outra livraria ou biblioteca. Não sei porque essa paixão por ela, mas é a realidade. Sem porque e sem pra que, é ela. Sempre acho nela os livros que eu gosto e quando to sem grana sento nas poltronas e leio os livros ali mesmo, principalmente na Saraiva do Shopping Ibirapuera aqui em SP. Viajo gostoso e poderia passar horas e horas ali sem ao menos me incomodar em olhar o celular pra ver quanto o tempo passou. Ela é o meu refúgio. Estando sozinha ou acompanhada num shopping eu me sinto completamente obrigada a ir visitá-la. É como se ela fosse um tipo de parente doente que eu amo muito ou coisa parecida. Eu simplesmente não consigo ignorar sua presença. Toda vez que eu a vejo preciso entrar e olhar suas dezenas de prateleiras lotadas de livros de todos os tipos, tamanhos, grossuras e assuntos, mesmo que eu não leve ou leia nada. Só pelo prazer de estar ali. Eu nunca enjôo.

Galeria do Rock

Ontem (ou hoje, não sei) fui na famosa Galeria do Rock em São Paulo. Eu fui com uns amigos da minha mãe pra comprar - ou como mais tarde descobri, encomendar - bottons das minhas bandas preferidas. Imaginem a cena: A garota aqui para em frente à galeria e começa sorrir que nem uma besta porque é a primeira vez que ela vai na galeria. Imaginou? Pois é, foi engraçado e idiota assim mesmo e mais idiota que isso só a minha cara de "Ai meu Deus" pros meninos skatistas e pras lojas de roupas, calçados, bijous e estúdios de tatuagens de lá. Enfim; bastou eu entrar ali pra não parar de sorrir e ficar olhando com cara de besta pras lojas. Fiquei apaixonada por uma camiseta do Avenged Sevenfold em particular que era preta e tinha a bandeira dos E.U.A envelhecida com as estrelas douradas e o simbolo da banda em dourado também. Era LINDA DEMAIS
Ok, ok Ana, e daí? E daí que eu descobri mais um motivo para AMAR São Paulo, ok?! Cara, pra quem gosta de anéis de caveira brilhantes, all stars e tattos, a galeria é o lugar mais perfeito do mundo! Isso sem contar que o povo que anda por lá não fica muito pra trás se é que me entendem... 
Em suma, que não foi, VÁ AGORA e leve os amigos! Ir com uma galera pra lá dever ser MUITO FODA, e leve dinheiro também porque senão você vai se roer de raiva por não comprar nenhuma lembrancinha sequer, é.

Tumblr

Como não falar do tumblr, não? Cara, eu posso dizer que o Tumblr foi O melhor site de relacionamento/blog que já foi criado no mundo e sabe porquê? Porque você pode se EXPRESSAR nele. 
O povo de lá vive reclamando que aquilo ta virando uma hipocrisia, que o pessoal ta fodendo com o paraíso e pá, mas velho, eu não ligo pra isso. Eu normalmente escrevo os meus textos para mim unicamente, e posto ali pra que, se alguém está passando pelo mesmo que eu ou sentindo o mesmo, saiba que não é o único. 
O tumblr em si me ajudou com um MONTE de coisas em relação ao meu emocional. Eu passei uma época de "crise existencial" ferrada e na época eu tava sozinha e os textos e pessoas do tumblr me ajudaram pra caramba no quesito "crescer, aprender e superar.". Não há um lugar que me deixe mais feliz que o tumblr. Acho que até posso me considerar viciada, mas é quase um escape da realidade. A realidade tem sido um baque pra mim ultimamente e o tumblr me possibilita a opção de extravasar. Extravasar aquela vontade de xingar a vadia que ficou dando em cima do meu melhor amigo ou do cara que eu gosto, extravasar aquela tristeza que fica no peito quando brigo com alguém que eu amo ou perco alguém. Isso sem contar com aquelas indiretas super sutis (ironicamente falando, é claro) que dou as vezes pro cara que eu gosto no momento ou pro idiota que me deixou esperando no shopping sei lá que dia (ok, vamos fingir que não dei nenhuma indireta nesse texto...). Enfim, posso dizer que se você curte escrever e precisa de um refúgio vale a pena se conectar ao tumblr. Não escute os idiotas que dizem que tudo mudou e que o tumblr tá uma merda porque se estivesse uma merda mesmo eles teriam excluído o deles. Aproveite cada segundo que você puder passar ali, porque faz uma diferença enorme querendo ou não.

Pretty Little Liars

Estava eu no shopping sozinha segunda (20/02), quando resolvi deixar de esperar meu amigo (que me deu um puta bolo por sinal), e ir na Saraiva olhar os livros, coisa que pra mim já é quase tradição. Há um ano mais ou menos eu tinha começado a tentar acompanhar a história do seriado "Pretty Little Liars" conhecido na web também como PLL, mas eu nunca conseguia assistir na tv todos os capítulos e na época eu também não podia baixar o seriado no pc da família, então eu não conseguia entender nada. Meu maior pedido na época era que houvessem livros que contassem a história da série, e qual não foi minha surpresa ao descobrir naquela segunda que existem SIM os livros. Como já era esperado comprei o primeiro volume e estou lendo. Baixei também no pc os episódios agora que tenho meu próprio notebook. Cara, não sei se há sensação melhor que ler esses livros. Assisti o primeiro capítulo e tal, mas o livro tem uma riqueza gigante de detalhes e acontecimentos que nos episódios não tem. A leitura complementa o que assisto e eu que já sou uma verdadeira apaixonada por seriados de mistério não pude deixar de me apaixonar por PLL. A história é muito gostosa de se ler. Comprei o livro segunda e ja estou quase terminando - levando em conta que eu dormi até as 11 da manhã esse feriado então só tinha a parte da tarde para ler, e não comecei a ler o livro na segunda e sim na terça. 
Apesar da falta de detalhes, a série é bem fiel ao livro em relação a aparência dos personagens. Eles tiveram que, obviamente, mudar alguns pontos da história do livro para passar na tv, não por questão de censura, mas por que o tempo do livro é um e de um seriado é outro, mas mesmo assim os dois se complementam. O que você não entende perfeitamente do seriado o livro explica com riqueza em detalhes e vice versa. É uma sensação bem gostosa. Vale a pena acompanhar ambos. :) #FicaDica

Jogos Vorazes


Como meu primeiro post achei interessante comentar sobre esse novo filme que lançará dia 23 de março nos EUA e aqui no Brasil. Jogos Vorazes (The Hunger Games) é baseado na trilogia de livros de ficção científica escritos por Suzanne Collins.

Foi originalmente publicado em 14 setembro de 2008 pela editora Scholastic, nos Estados Unidos. Já no Brasil o lançamento foi só em setembro de 2010.

Ele apresenta Katniss Everdeen de dezesseis anos, que vive em um mundo pós-apocalíptico no país de Panem onde costumava ser os Estados Unidos e onde poderosos governantes detém o poder em uma cidade central chamada de Capital.

No livro, os Jogos Vorazes são um evento anual na televisão, onde a Capital escolhe um menino e uma menina de cada distrito para lutar até a morte. Os Jogos Vorazes existem para demonstrar que nem mesmo as crianças estão acima do poder da Capital.

Quando assisti ao trailer do filme, posso dizer que sim, me arrepiei toda. O filme, que conta com o gatíssimo e talentoso Josh Hutcherson e com a talentosíssima diva Jennifer Lawrence em seu elenco, parece ser bem fiel ao livro. Em algumas entrevistas dadas pelos atores (Josh e Jen), ambos se mostram animados com o filme e viciados nos livros.
Eu, particularmente, sou apaixonada por esse tipo de filme que mostra a luta pela sobrevivência de jovens em cenários antigos ou futurísticos (como O Dia Depois De Amanhã).
As lutas que são mostradas no filme são bem no estilo Percy Jackson, com espadas, arco e flecha e outras armas não modernas.
Agora me digam: Não dá uma puta vontade de ir na estréia?! Quem quiser ir comigo, bora mandar e-mail! É só clicar na "cartinha" no canto superior direito abaixo dos links das redes sociais!